Sobre Autor(a)

Compartilhe nas redes sociais

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Baixe o artigo acessando a imagem:

O autoconhecimento é semelhante à vitória-régia em que à medida que recebe a ação dos raios solares se enterram no lodo sem deixar, contudo, de oferecer alimentos por ser seu habitat natural. Da mesma maneira, quando o ser humano se permite adentrar em seu universo íntimo ele entra em contato com suas dificuldades e aptidões, permitindo-se, através de esclarecimentos, adentrar a um mundo escuro até então.

Atualmente, os índices de pessoas que desenvolvem síndromes e transtornos como ansiedade, pânico, depressão, entre outros são altos e tendem a aumentar as estatísticas segundo pesquisas mais recentes. Os indivíduos da infância também sofrem os reflexos deste ambiente social que foi construído, impactando-os com tanta profundidade que os efeitos muitas vezes chegam ao ato extremo do suicídio ou ingerindo drogas ansiolíticas, que podem ter consequências colaterais ao seu corpo físico em formação. Em outras palavras, vivencia-se hoje uma sociedade com muitos aspectos de doenças e uma das formas de auxílio é o autoconhecimento.

Leia Também: Ocupe-se com seu filho!

Carl Rogers, um psicólogo atuante da terceira força da Psicologia, o Humanismo, e desenvolvedor da Abordagem Centrada na Pessoa, reflete que todo sujeito traz a tendência para a saúde e para o bem-estar no núcleo de sua personalidade. Pode-se dizer que este núcleo de virtudes, segundo Alírio de Cerqueira Filho (médico, psicoterapeuta e escritor), são latentes no ser humano e se desenvolve conforme o indivíduo vai se conhecendo e se superando.

O conhecimento de si mesmo é uma ferramenta de autotransformação e, consequentemente, promoção real da saúde física, emocional e espiritual de cada pessoa. São por meio de vários exercícios oferecidos pela ciência psicológica que é possível a pessoa construir o hábito de conhecer todo o seu mundo íntimo e, assim, começar a trabalhar nesta realidade agora conhecida.

Torna-se urgente cada vez mais que esta prática reflexiva seja introduzida desde os primeiros anos de vida do ser humano, nos quais a criança seja auxiliada a conhecer a si mesmo por meio das descobertas de suas habilidades, limitações, potencialidades. O adulto consciente vai fornecer-se como a ferramenta significativa para ajudar o pequenino a se tornar um ser pensante no universo, aprendendo desde muito cedo a construir a sua própria felicidade e bem-estar.

Portanto, é possível observar a efetivação da prática do autoconhecimento para a melhoria íntima. Segundo Sócrates, descobrir-se é o que possibilita a transformação da “semente” em “árvore frutífera de virtudes”. A luz solar pode oferecer a oportunidade de visualizar o lodo, mas a opção de transmutar o lodo em adubo é de escolha de cada pessoa. Se a escolha for positiva, será possível contemplar-se com a vitória-régia florida à luz do luar.

Quem é Jéssica Bicudo

Desde o início da faculdade já sabia que queria ser psicóloga infantil. E nessa abordagem, a transpessoal consciencial, tive a oportunidade de fazer terapia desde bem nova e pude olhar para o mundo de outra maneira. Através dela, também pude transformar outras famílias, assim como a minha também foi transformada.

2021 Infância Consciente. Direitos Reservados | Termos e Política | Criação e Administração: USE TECNOLOGIAS

Atenção!

 Caso tenha interesse, preencha com seus dados e entre para nossa Newsletter.

Sim, desejo receber e-mails sobre artigos, noticias, tendências ou ofertas da Infância Conciente. O consentimento pode ser retirado a qualquer momento clicando no link de cancelamento de inscrição presente em todas as comunicações por e-mail.